Schneider Electric Ups the Ante on Smart Management

Pesquisas científicas significativas reconhecem que o clima nas últimas décadas influenciou humanos e animais. Pessoas razoáveis podem debater, e deve, sobre o nível de efeito de gravidade. Mas também é racional perguntar o que o mundo pode fazer para mitigar o impacto das mudanças climáticas de forma pragmática, econômica e escalável.

Schneider Electric Ups
Schneider Electric Ups

A Schneider Electric é, sem dúvida, a líder indiscutível na transformação digital da gestão de energia. Igualmente significativo, poucas empresas têm o patrimônio tecnológico, credibilidade global e reputação autoritária em energia e sustentabilidade.

A empresa de 186 anos não se desculpou em sua opinião de que o acesso à energia e à tecnologia digital é um direito humano fundamental. Para acionar essa visão, a Schneider Electric oferece uma gama expansiva de produtos digitais de energia e automação que ajudam indivíduos, proprietários e empresas a se tornarem mais eficientes e sustentáveis.

Do ponto de vista prático, as soluções Schneider Electric — muitas vezes integradas do ponto de vista de hardware, software e serviços — aparecem frequentemente em casas, edifícios, data centers, infraestrutura (como aeroportos) e entidades industriais.

Timely Event

Na semana passada, a empresa usou seu evento anual de clientes e parceiros em Las Vegas chamado Innovation Summit para anunciar várias novas ofertas em seu negócio de gestão de energia.

Curiosamente, seu timing não poderia ser mais astuto dada a complexidade da atual instabilidade do ambiente energético que fez com que os preços das matérias-primas e da energia subissem para altas de quatro décadas.

No final, o objetivo deve ser remover fontes significativas de resíduos e emissões de energia. Concentrar-se na implantação da rede inteligente e na simplificação da gestão de energia predial, uma força histórica da Schneider Electric, são passos decisivos que podem ajudar a mover o futebol ambiental para o campo.

Novas soluções ecológicas

Com isso como pano de fundo, a Schneider Electric usou a Innovation World para anunciar quatro novas soluções que fornecem às empresas os aparelhos e assistência que precisam para traçar, digitalizar e descarbonizar suas operações diárias, acelerar as metas de sustentabilidade e enfrentar a atual calamidade energética. Essas capacidades se esforçam para eliminar muitos dos gases de efeito estufa mais potentes do mundo de infraestruturas baseadas em energia.

EcoStruxure para Renováveis

Voltando sua atenção para a rede de energia, a empresa está atualizando suas Grades do Futuro, estratégia herdeira da Schneider Electric para aumentar a promessa de energia limpa e renovável.

A nova solução da empresa, a EcoStruxure for Renewables, é fascinante, pois agrupa novas tecnologias e integrações digitais gêmeas do século XXI que devem auxiliar as operadoras de fazendas renováveis a chegar ao mercado mais rapidamente.

É inovador e reflete a urgência extremamente necessária no mercado. Essa nova capacidade utiliza a continuidade digital por meio da amalgamação de fontes híbridas de energia nas operações dos operadores agrícolas.

A Schneider Electric foi uma das primeiras empresas a se comprometer com a noção de que o mundo deve alcançar uma postura líquida zero de emissões de carbono o mais rápido possível.

EcoStruxure Energy Huba

O novo EcoStruxure Energy Hub da empresa permite que as empresas abracem seus objetivos líquidos zero, facilitando a conscientização energética, conformidade, otimização e desempenho.
Essencialmente, essa solução é uma oferta de IoT SaaS (software como serviço) de fácil uso e altamente segura que cria visibilidade nos perfis de energia e emissões dos estabelecimentos e agiliza a gestão de sistemas de energia predial.

Esta solução foi inicialmente lançada nos Estados Unidos, mas será lançada em países selecionados durante o restante de 2022, com disponibilidade global em 2023.

Não há dúvida de que a economia global está enfrentando uma transformação sem precedentes no setor energético. Embora as metas de mudança climática e descarbonização sejam os principais impulsionadores dessa transformação, as preocupações com a segurança energética e a independência também desempenham papéis potentes.

Com esses anúncios, a Schneider Electric merece elogios por colocar seu peso considerável atrás do objetivo de tornar a energia mais elétrica e, talvez mais importante, digital. Muitas vezes descrito como a fase de Eletricidade 4.0 no setor de energia, o componente de digitalização da estratégia da Schneider Electric estabelece uma luva para toda a indústria.

No entanto, o Innovation Summit não se tratava apenas de soluções inovadoras e mal necessárias. Talvez o que mais me impressionou durante o evento foi a eloquência, humildade e comentários de bom senso que caracterizaram as palestras de Jean-Pascal Tricoire, CEO e presidente da Schneider Electric, e Aamir Paul (foto acima), presidente da empresa na América do Norte.

Ambos os executivos falaram apaixonadamente sobre a urgência necessária para enfrentar a atual crise “tripla” do mundo — energia, economia e clima — enfrentada pelos governos globais.

Refrescantemente, a empresa também parece reconhecer que os custos de investimento necessários devem ser acessíveis para tornar o mundo pivô de fontes mais sustentáveis e eficientes em termos de energia. Essa exigência é altamente crítica e não pode ser descartada. Afinal, o setor de energia é composto por inúmeras empresas herdadas com linhas de fundo agressivas, onde os custos de transformação desempenham um papel crucial na rapidez com que se movem.

Finalmente, os governos precisam bater no acelerador removendo, ou pelo menos reduzindo drasticamente, grande parte dos cronogramas burocráticos e longos envolvidos do ponto de vista regulatório para que essas novas tecnologias e soluções possam ser implementadas sem atrito, um tema comum que permeou muitas das apresentações de keynote.

Pensamentos Finais

A Schneider Electric se carregou com aplomb, visão e paixão durante sua Cúpula de Inovação. A empresa estabeleceu uma alta referência para o que precisa ser feito para que o mundo se transforme em uma entidade mais sustentável e eficiente em termos de energia. A questão restante é se as economias mundiais estão à causa do desafio

Review & Discussion

Comment

Please read our comment policy before submitting your comment. Your email address will not be used or publish anywhere. You will only receive comment notifications if you opt to subscribe below.